Postagem em destaque

Corpo e pensamento

Hipócrates de Cós, sobre tempo, ocasião, percepção e razão

Segundo anedotas, o povo de Abdera chamou Hipócrates para curar Demócrito de uma loucura, porque ele vivia numa crise de riso incessante. E eles se tornaram grandes amigos, concluindo que eram os abderitas que talvez estivessem loucos.

"O tempo [kronos] é aquilo em que há ocasião [kairos], mas a ocasião é aquilo para que há curto tempo. Há cura com o tempo e, às vezes, também com a ocasião. Assim, deve-se praticar medicina não primariamente com teorias plausíveis, mas com a experiência combinada com a razão. Pois uma teoria é uma memória compósita de coisas apreendidas com a percepção dos sentidos, e a reflexão constrói princípios a partir dessas evidências, encontrando seu fundamento no poder da inteligência de relacionar as percepções entre si. Se não se parte de evidências, mas de uma razão imaginada, é frequente que se leve o doente à pena e aflição. Nada mal seria se essa retribuição recaísse nos mal praticantes da medicina; mas ela recai sobre os inocentes pacientes, como se a violência do adoecer já não fosse o bastante." (Hipócrates de Cós - Preceitos, 1)




Nenhum comentário:

Postar um comentário