Postagem em destaque

Corpo e pensamento

Hipócrates: o espontâneo [tò autómaton] não tem realidade, sendo apenas um nome

Na maioria das coisas que crescem ou se preparam estão presentes as substâncias essenciais das curas e medicamentos, de modo que ninguém que se cura sem médico pode atribuir a recuperação ao espontâneo. De fato, examinando de perto, o espontâneo [tò autómaton] desaparece, pois descobre-se que tudo ocorre por alguma causa, e isto mostra que o espontâneo não tem  realidade, sendo apenas um nome.  A medicina mostra sua existência através disso e também quando realiza previsões, motivo pelo qual possui e possuirá sempre uma essência evidente. (Corpus Hippocraticum, Acerca da Arte, 6)

Nenhum comentário:

Postar um comentário