Postagem em destaque

Corpo e pensamento

Lucrécio: dinâmica de fluidos e morte/destruição

Quanto mais algo cresce, mais átomos emite de si em todas as direções, e mais o fluxo entrante de átomos se rarefaz comparado aos emitidos - falta alimento por fim. E os elementos externos, golpeando sem parar, debilitam seja o que for,  dominando agressivamente com os seus golpes. Assim,  também as muralhas em volta do imenso mundo, conquistadas, se hão de desmoronar e desabarão corroídas. (De rerum natura II 1117-1145)

Nenhum comentário:

Postar um comentário